Governo vai investir R$ 92 milhões para restauração da MS-384, nos municípios de Antônio João e Bela Vista

- Publicidade -

Para alavancar a região de fronteira e contribuir com a Rota Bioceânica, o Governo do Estado vai investir R$ 92 milhões para restauração, adequação do tráfego e drenagem da MS-384, em um trecho de 67 quilômetros, que passa pelos municípios de Antônio João e Bela Vista.

O contrato para realização desta obra foi publicado nesta terça-feira (01), no Diário Oficial do Estado. A empresa escolhida tem o prazo de 660 dias (22 meses) para concluir a obra, assim que for dada a ordem de serviço pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos).

A obra será feita na MS-384, em trecho de entroncamento com a MS-164 (Antônio João), que passa ainda pela BR-060, totalizando 67,20 km. Os recursos são do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul), destinado para os investimentos nas estradas estaduais.

Governo vai investir R$ 92 milhões para restauração da MS-384, nos municípios de Antônio João e Bela Vista
Prefeito de Antônio João, Marcelo Pé (Foto: Arquivo)

Este investimento integra o tronco rodoviário na região de fronteira com o Paraguai, na região Sul do Estado, com obras que vão trazer melhorias na capacidade de tráfego da via, que tem um intenso fluxo de veículos, com a passagem de muitos caminhões com carga pesada.

“A obra é muito importante, pois a MS-384 é uma das principais estradas da região, que vai nos ligar inclusive com a Rota Bioceânica. Temos muitos caminhões com calcário que seguem para Bela Vista e Caracol”, destacou o prefeito de Antônio João, Agnaldo Marcelo da Silva, conhecido como “Marcelo Pé”.

Ele ainda destacou que estas grandes obras geram empregos e renda para a cidade. “São importantes porque movimentam a economia local, trazem receita de fora e utilizam também de mão de obra, o que ajuda e contribui para o município”.

Região de fronteira

Governo vai investir R$ 92 milhões para restauração da MS-384, nos municípios de Antônio João e Bela Vista
Secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel (Foto: Chico Ribeiro)

Os investimentos na região de fronteira do Estado continuam em ritmo acelerado, já que além de melhorar o escoamento da produção e trafego de veículos, ainda contribuiu para o projeto da Rota Bioceânica, que vai ligar Mato Grosso do Sul aos países da América do Sul e depois “encurtar” o caminho até o Oceano Pacífico.

“Este corredor ao Pacífico dará maior competitividade a Mato Grosso do Sul e a toda região Centro-Oeste, integrando definitivamente os quatro países (Brasil, Paraguai, Argentina e Chile) não só economicamente, mas também na cultura e no turismo”, descreveu o governador Reinaldo Azambuja.

Para o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, estas obras promovem a integração e vão alavancar a economia de diferentes cidades do Estado. “Vai favorecer em todos os setores, do nosso lado estamos fazendo nossa parte, que é ligar as nossas rodovias com a Rota Bioceânica. Agora é acompanhar de perto a execução destas obras, pois são novas oportunidades e temos que aproveitar”.

Leonardo Rocha, Subcom
Foto Capa: Arquivo

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-